Seguradoras em Portugal …… 2000 a 2015 ……

capa livro

2000  

Também nesse mesmo ano, é incorporada a Império na Bonança passando a designar-se como Império Bonança – Companhia de Seguros S.A A 19 de Julho de 2004, o Banco Comercial Português S.A. chegou a acordo com o Grupo Caixa Geral de Depósitos relativamente à alienação de 100% do capital social da Império Bonança – Companhia de Seguros, S.A., tendo as formalidades relativas à alienação, sido concluídas no dia 28 de Janeiro de 2005.

2001

Em 31 de Julho de 2001, após a aprovação da transferência de carteira da Royal & Sun Alliance para  a Lusitania,  as  agências gerais em Portugal das duas empresas britânicas, Royal & Sun Alliance Insurance PLC e Sun Insurance Office, Limited,  transferem a totalidade da carteira de seguros não vida. Com esta operação, a Lusitania aumentou em 25% a sua carteira de prémios e recebeu uma colaboração significativa de uma  rede de agentes e técnicos, em especial no sul do país.

2002  

No dia 10 de Setembro de 2002, concluiu-se a fusão entre as seguradoras Mundial Confiança e Fidelidade, culminando num conjunto de operações de reestruturação do sector segurador do Grupo Caixa Geral de Depósitos.

  • Nesse mesmo ano nasce a Eurosap, seguradora criada pela Macif em Portugal, em conjunto com alguns sindicatos e mútuas. Mais tarde, e fruto dos maus resultados técnicos e imagem pública negativa, ao ser comprada pela Fundação Oriente alterou a sua denominação para Companhia de Seguros Sagres;

 

  • ainda nesse mesmo ano e por fusão, a Açoreana incorporou as seguradoras Oceânica e Trabalho.

2003

  • A aquisição da carteira de seguros da Génesis, realizou-se no dia 22 de Dezembro de 2003, pela seguradora Lusitania,

  

  • também em 2003, a Liberty, empresa americana, compra a Europeia e passa a marcar presença no mercado nacional.

2006

CA.seguros

  • A alteração da designação de Rural Seguros para Crédito Agrícola Seguros – CA Seguros, ocorreu em 22 de Setembro de 2006, em coerência com a nova imagem do Grupo CA e numa lógica de bancasseguros;

combined

  • também nesse ano, a Combined Insurance Company Of Europe Limited, abre em Portugal uma sucursal da empresa de seguros irlandesa Combined Insurance Company of Europe Limited, que veio explorar ramos não vida, principalmente “acidentes pessoais”;

 

  • e, a Sociedade Portuguesa de Seguros adquire as operações em Portugal  da PFA, companhia do Grupo Athéna.
2007
N seguros
  • Em 2007, foi constituída a N Seguros, S.A, seguradora direta de comercialização de seguros por telefone, explorando  os ramos não vida;

aga

  •  Aga Internacional – Sucursal em Portugal, empresa de seguros suíça abriu uma sucursal em Portugal, e  em 2008 juntou-se à Elvia Reiseversicherungs-Gesellschaft,  tendo alterado a sua denominação social para Mondial Assistance International AG,  em 2010 a Mondial Assistance International AG alterou a sua sede social para França e a sua denominação social para Mondial Assistance International, S.A., em 2011 a Mondial Assistance International S.A. alterou a sua denominação social para AGA International. No dia 20 de Abril de 2012 a Mondial Assistance Portugal altera a imagem corporativa para Allianz Global Assistance.

2009

  • Em 10 de Julho de 2009, foi assinado, pela Seguradora Lusitania em Lisboa, o contrato de promessa de compra e venda das seguradoras portuguesas de seguros não vida, Real e N-Seguros. Tendo em 31 de Dezembro de 2009 sido integradas na totalidade, extinguindo-se a marca Seguradora Real, mantendo-se no entanto a marca N-Seguros;
  • também nesta data, foi integrada a Mutuamar-Mútua de Seguros dos Armadores de Pesca de Arrasto, por aquisição, tendo a Lusitania criado, resultante desta incorporação, a marca Lusitania Mar;
  • Em 12 de Novembro de 2009, o Banif acordou a compra de mais de 80% do capital das companhias de seguros Global e Global Vida, e assim o grupo que já detinha a Açoreana, passou a ser responsável por 1,4 mil milhões de euros em ativos e mais de 680 milhões de prémios brutos anuais no negócio segurador da altura.

2010

  

  • Neste ano, coube a vez à Fundação Oriente alienar a sua posição para a francesa Macif, tendo esta tido a necessidade, de renovar a marca Sagres optando por mudar o nome para Macif;

  

  • também neste ano, a centenária seguradora Açoreana integrou a Global.

2011

Vitoria2014

 Asefa, comprou a  seguradora Victoria em Portugal,  mantendo a marca que já existia no país  desde 1930. O objetivo do grupo  é manter a estrutura, o modelo de negócio e rede de delegações da Victoria. Esta companhia, em 2010, tinha um volume de negócios de 152 milhões de euros, cerca de 300 colaboradores e 21 delegações. Com a compra da Victoria, o grupo passa assim a ter uma rede própria em Portugal. Até agora, a Asefa apenas funcionava com rede de mediadores.

2014

cosec.mafre

  • A Mapfre Seguros e a Cosec, estabeleceram um acordo de cooperação que inclui a transferência de carteira do ramo de crédito da Mapfre – Seguros Gerais para a Cosec Companhia de Seguro de Créditos;

1.2014

fidelidade1

  • Com a privatização da Fidelidade, os chineses passaram a controlar 30% do mercado segurador português.  A Caixa Geral de Depósitos reduziu para 15% a sua participação na Fidelidade, na Multicare e na Cares.  Além de passar a ser o maior operador de seguros em Portugal, a Fosun fica dona da maior companhia portuguesa, a Fidelidade,  e das seguradoras MulticareCares;

macif

caravela

  • a Macif Portugal SA mudou  de nome para Caravela – Companhia de Seguros, SA., e passou a ser detida integralmente por capitais portugueses,

tranquilidade

  • o Novo Banco informou em 16 de Setembro de 2014, ter chegado a acordo com o fundo de investimento Apollo Management para a venda da Companhia de Seguros Tranquilidade.
2015

ocidental.2

  •  O Millennium BCP vendeu a participação de 49%, que detinha nas seguradoras Ocidental e Médis, ao grupo belga Ageas; este grupo  já detinha 51%,  e passará, assim, a ter 100% do capital das duas seguradoras. O Millennium BCP informou  ainda que irá continuar a distribuir seguros do ramo não vida da Ocidental e da Médis em paralelo com outros canais de distribuição, bancários e não bancários;
AXA.1
  • A Ageas é uma empresa seguradora multinacional sediada em Bruxelas, Bélgica, e em Ultreque, Países Baixos. A  Ageas é a maior seguradora da Bélgica, operando em 14 países diferentes. A empresa foi rebatizada a partir do nome  Fortis Holding em Abril de 2010 e compreende as atividades de seguros que ficaram depois da cisão e da venda do grupo de serviços financeiros Fortis, durante a crise financeira de 2008 e 2009. Está cotada nas bolsas Euronext Bruxelas, Amsterdão e no Luxemburgo e integra o principal índice da Bélgica BEL.20.

2016

acoreana

28 de Março 2016, foi assinado o acordo de compra da Açoreana pela Apollo / Tranquilidade. A operação está agora sujeita à aprovação pelas autoridades nacionais e internacionais. A Apollo confirma, assim, a aposta no desenvolvimento de projetos de médio/longo prazo em Portugal, e a vontade de ser uma líder no mercado segurador português, pois a junção das duas seguradoras  fazem com que a quota de mercado leve a que este fundo passe a ser o segundo  operador do mercado, a compra da seguradora Açoreana, prevê ainda a capitalização da seguradora do antigo Banif, mas os valores não foram divulgados.

“A Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) informou que foram estabelecidos entre a Apollo Global Management e os acionistas da Companhia de Seguros Açoreana, S.A., os termos de um pré-acordo de venda e capitalização da Companhia de Seguros Açoreana”, confirmou o supervisor, em comunicado.

O processo de venda da Açoreana, detida em 52% pela SOIL (da família Roque) e em 48% pelo Oitante (veículo do Fundo de Resolução), teve lugar com a assessoria financeira do Citigroup.

Duas semanas, antes a Apollo foi seleccionada para iniciar negociações exclusivas para a compra da Açoreana. Além da Apollo, estava na corrida a seguradora portuguesa Caravela, liderada por Diamantino Marques. Existia ainda um terceiro concorrente, o grupo Allianz, que estava interessado apenas na carteira da Açoreana, pelo que só seria chamado às negociações em último recurso. O supervisor pretendia que a venda da Açoreana assegurasse a continuidade da empresa e dos seus postos de trabalho.

O objectivo final da Apollo é integrar a Açoreana na Tranquilidade, mantendo a marca da companhia fundada em 1892. A proposta da Apollo não exclui rescisões, no processo de fusão, mas defende que a terem lugar será no âmbito de uma estratégia que se assume como de valorização da companhia. Com a compra da Açoreana, a Apollo passa a ser o segundo ‘player’ nos seguros em Portugal, em volume de prémios,atrás apenas da líder Fidelidade. AXA

ageas

A Axa terminou dia 1 de Abril de 2016, dia das mentiras!

Ninguém há um ano atrás imaginaria que a marca AXA terminaria tão rapidamente em Portugal. Com a compra da Axa, o grupo Ageas espera aumentar a sua quota de mercado no sector segurador não vida para 14,4%, passando a ser o segundo maior grupo logo a seguir à Fidelidade.

A Ocidental vai manter a oferta através do canal bancário, o BCP, e a nova marca Ageas. A seguradora belga que detém a Ocidental irá focar os seus negócios de forma diferente. O CEO da Ageas Europa Continental, Steven Braekeveldt, afirmou ontem na reunião de apresentação a mediadores, em Cascais, que as duas seguradoras “têm na sua essência modelos de negócio complementares”, sendo que a Ocidental “tem como ‘core’ o canal de ‘bancassurance’ [distribuição de seguros pelo canal bancário] e a Axa Portugal os canais de mediação e directo”. A Ocidental é a seguradora ligada ao Milénio/BCP. O banco detêm 49% do capital do ramo vida, mas a maioria está na belga Ageas. Já na área não vida é totalmente detido pelo grupo belga desde 2014. O BCP continua a ser o principal canal distribuidor da empresa. Em Agosto do último ano, a Ageas adquiriu a Axa por 190,8 milhões de euros, ganhando na corrida ao fundo Apollo, mas optando por manter as operações separadas, pelo menos em termos de estratégia. A aquisição estará concluída no primeiro semestre, mais exatamente no próximo dia 26 de Abril, dia da operação de mudança de marca, substituindo a marca AXA em Portugal o mais célere possível pela nova marca e identidade visual.

    ….

 

Para me contactarem basta seguir esta ligação

Ultima actualização em  06-04-2016

site Credimédia

Site saude